sábado, 23 de fevereiro de 2013

Mr Niterói: Documentário desvenda Black Alien!



Mr. Niterói – A Lírica Bereta (Brasil – 2012 / Dir.: Ton Gadioli)

Esse belo documentário tem produção, direção, roteiro, entre outras atribuições (merece os parabéns pela iniciativa de documentar o rap nacional), de Ton Gadioli e faz com uma simplicidade exemplar. Conseguiu retratar um pouco da vida, da mente, do talento incomparável de Gustavo Black Alien.

A produção conta com depoimentos de músicos, produtores, pessoas que trabalharam ou ainda trabalham com Black Alien, tais como o baixista Bi Ribeiro; a cantora Fernanda Abreu; os ex-parceiros do Planet Hemp, Marcelo D2 e B-Negão; o já falecido Speed Freaks; Mister Catra e claro, depoimentos do próprio Gustavo. Black Alien dá depoimentos da sua infância, em Niterói, sua relação com o skate, sua entrada na música; o começo da parceria com Speed; a importância do Planet Hemp em sua vida; até a produção de seu álbum antológico Babylon by Gus! Álbum que foi totalmente aclamado, pela crítica, músicos, público e entrou pra história, como um dos álbuns de rap já produzidos no Brasil.
 
 
Através dos depoimentos cedidos para o documentário, dá pra ter uma noção de quão especial e diferenciada é a personalidade de Black Alien. Inteligente, culto, antenado com o que acontece ao seu redor, tudo isso podemos encontrar em suas belas letras, que ele mesmo diz que gosta de compô-las ao ar livre, observando as coisas que acontecem ao seu redor, incluindo fragmentos de notícias dos jornais que lê, ou quando não chega no studio e faz as letras no improviso, na hora e que ficam com uma maestria excepcional. Sim, isso é Black Alien!
 
 
Ainda ñ viu este documentário? É só assistir em sua versão disponibilizada no Youtube:
 
 


quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Ritmo mais que total!



Ritmo total / Drumline (USA – 2002 – Dir.: Charles Stone III)

Este belo e divertido filme, conta a história de cativante personagem Devon, interpretado pelo ator e rapper Nick Cannon. Devon conseguiu uma bolsa para estudar na faculdade de Atlanta e tocar na banda A&T, aonde irá demonstrar todo o seu talento. Mas para isso, Devon precisa equilibrar seu forte ego e seu grande potencial musical, pois se acha o maior instrumentista do universo e entre outras façanhas, ele quer fazer o que dá em sua cabeça, inclusive arruma uma ‘disputa’ com o seu instrutor.

Além de Cannon, o elenco conta com a atuação do ator Orlando Jones, que interpreta o mestre da banda e o líder que irá unir todos os talentos, em prol do grande objetivo, que é vencer a competição estadual de bandas. A bela Zoe Saldanha (que atuou também no filme Avatar), interpreta a namorada de Devon e deixa o clima de romance mais sensual. O rapper Petey Pablo participa em numa cena musical.


O filme faz menção e homenageia vários ícones da música negra americana, como Marvin Gaye, R. Kelly, Stevie Wonder, Jackson Five, entre outros. A trilha sonora em músicas bem dançantes e românticas de artistas de RnB e Hip Hop: “Been Away” – Q-Tip ft. Jermaine Dupri; “I Want A Girl Like You” – Joe ft. Jadakiss; “Club Banger” – Petey Pablo; “Butterflyz” – Alicia Keys (que na época ainda não tinha o status que, brilhantemente alcançou no cenário mundial); “Uh Oh” – Monica; “My Own Thing” – Raheem Devaughn; “I’m Scared Of You” – Nick Cannon; entre outros.



Ritmo Total é uma produção que encanta pela história, carisma dos personagens e toda a musicalidade exibida no filme. Eu, particularmente, sou suspeito em escrever sobre este filme, pois já perdi as contas de quantas vezes já assisti essa produção. Mas, mesmo assim, fica a dica: Este filme, pra quem gosta de RnB e Hip Hop, deve ser visto muitas e muitas vezes!

Assista ao trailer do filme:


sábado, 17 de setembro de 2011

A lenda viva em filme.




Filme: Madonna – A Inocência Perdida (USA – 1994 – Dir.: Bradford May)

Esta biografia não autorizada conta a trajetória, o nascimento de uma lenda viva da música. Como a eterna e polêmica diva chegou ao estrelato, sua infância em Detroit, a sua chegada em Nova York para tentar o sucesso como bailarina e as dificuldades que passou até o dia da sua primeira apresentação na premiação da MTV.

Mesmo com uma criação conservadora, Madonna larga sua família para arriscar o sucesso como dançarina em Nova York e nem passava pela sua cabeça cantar. Depois de tentar o sucesso com a dança, produtores franceses se encantam com a futura diva e a levam para cantar em Paris e assim iniciando sua promissora carreira como cantora. Já de volta de Paris, Madonna começa a tocar guitarra na banda de seu namorado e logo dá um ‘jeito’ de substituir a vocalista da banda, mas acabou deixando a banda e montando seus shows próprios. O filme mostra que Madonna não media esforços para conseguir o que almejava e em algumas vezes usava métodos um tanto quanto questionáveis.


O elenco do filme tem como destaque a atriz Terumi Matthews, que interpreta Madonna brilhantemente e é bem semelhante à diva pop. Esta produção é interessante, pois nos conta (mesmo que um período pequeno) como uma artista do prestígio e grandeza de Madonna, conseguiu chegar ao estrelato. É um filme imperdível para quem é fã de Madonna!  

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ritmo de Um Sonho: Belíssimas atuações e surpresas musicais



Filme: Ritmo de um sonho / Hustle & Flow (USA – 2005 – Dir.: Craig Brewer)
Esta produção da Paramount e da MTV Films, conta a história de Djay, um cafetão, que é brilhantemente interpretado pelo ator Terrence Howard. Djay divide-se entre a ‘profissão’ e o desejo de virar um rapper famoso, e busca inspiração no rapper Skinny Black, interpretado por Ludacris. Mas, seu sonho começa a tomar forma quando seu amigo de infância, Key (Anthony Anderson) lhe ajuda na produção de uma fita demo para entregar ao Skinny Black.
O elenco do filme é brilhante nas atuações. Além de Terrence Howard, Anthony Anderson e Ludacris, conta com  a atriz Taryn Manning, que interpreta a bela meretriz Nola; Taraji P. Henson, que interpreta a personagem Shug e acaba sendo usada por Djay, como sua vocal de apoio. Mas o filme conta com a participação especialíssima do músico e produtor Isaac Hayes.

A trilha sonora é recheada de gangsta rap, mas ganha destaque as canções que são cantadas surpreendentemente, pelo próprio Terrence Howard, “It’s Hard Out Here For A Pimp”, “Hustle & Flow (It Ain’t Over) e “Woop That Trick”. A produção foi premiada com um Oscar de Melhor Canção Original, com a música ‘It’s Hard Out Here For A Pimp”. Derrotando os concorrentes dos filmes “Crash” e “Transamérica”.
Ritmo de um sonho merece toda a atenção e status de um grande filme, pois além de ser bem produzido e dirigido, possui interpretações e cenas emocionantes, que coloca esta produção entre um dos grandes filmes deste gênero.
Assista ao trailer do filme:


sábado, 25 de junho de 2011

A vida do Rei do Pop em filme.


Filme: Michael Jackson – A história sem máscaras (USA – 2009)
Esta biografia não autorizada, conta a vida do rei do pop, do mito, da lenda chamada Michael Joseph Jackson. O documentário resume em quase uma hora, a trajetória de Jackson, suas obras, suas polêmicas, os ataques que sofreu da mídia, seu talento, a expectativa de sua turnê, que infelizmente não aconteceu e a comoção de seus fãs no dia da cerimônia de sua morte. Tudo isso em algumas imagens raras, mas pouco tempo para muitas histórias, mas fica o registro para seus fãs guardarem.


O documentário vem com entrevistas e declarações de Sherryl Crow (quando ainda fazia vocal de apoio para Michael), alguns dançarinos, Diana Ross, Brooke Shields, membros da família Jackson, fãs que aguardavam para adquirir os ingressos da turnê “This Is It” (mostrando que quem é rei, nunca perde a majestade) e declarações do próprio Michael Jackson.
Hoje serão feitas várias homenagens ao redor do mundo, pois são 2 anos sem Micheal Jackson. Este documentário mesmo sendo uma obra não autorizada, é o registro de uma lenda, que deixou seu legado, através da música e da dança, e que nunca existirá outro rei do pop, pois Michael Jackson será eterno e único.


quinta-feira, 23 de junho de 2011

Honey: Filme com o talento de Jessica Alba e grandes participações musicais.


Filme: Honey – No ritmo dos seus sonhos (USA – 2003 – Dir.: Bille Woodruff)
O filme Honey conta a história da bela dançarina Honey Daniels, vivida pela atriz Jessica Alba, que trabalha em um bar, em uma loja de discos e nas horas vagas dá aula de dança para jovens da periferia e tem como sonho montar a sua escola de dança. Sua vida muda quando um executivo de uma gravadora descobre seu talento e resolve colocá-la para dançar em vídeo de artistas de R&B e Hip Hop. Ela acaba entrando em um mundo de ilusões e deslumbramento, e questiona-se sobre suas prioridades e paixões na vida, deixando a trama mais envolvente e musical.


Além de Jessica Alba, o elenco do filme conta com bons atores e cantores de peso do mundo do Hip Hop. Mekhi Phifer (que também atuou nos filmes “8 Mile” e “Ouro Branco”) , faz o par romântico de Alba, Joy Bryant, intérpreta a sua melhor amiga e o pequeno Lil’ Romeo. As participações musicais são interessantes, tem Missy Elliott, Ginuwine, Jadakiss, Sheek, entre outros. No bônus do DVD, tem os clipes completos, com destaque para a música “I’m Good”, do grupo vocal feminino Blaque. No material extra do DVD também tem cenas excluídas e as coreografias do filme, que são comentadas pela coreógrafa da produção Laurie Ann Gibson, que também atua no filme.



A trilha sonora de Honey é repleta de muito Hip Hop e R&B e foi produzida por ninguém menos que o produtor Rodney Jerkins, mais conhecido como Darkchild. “I’m Good” – Blaque, “Gimme the Light” – Sean Paul, “Into You” – Fabolous ft. Tamia, “Hurt Sumthin” – Missy Elliott, “No More Drama” – Mary J. Blige, “Rule” – Nas ft. Amerie, “J-A-D-A” – Jadakiss & Sheek, estão entre as canções que deixam o filme em um ritmo delicioso.


Honey é um filme envolvente, totalmente musical. Que  traz uma mensagem de superação dos problemas e adversidades da vida através da música, também conta com belas e dançantes canções, e com a beleza e o talento de Jessica Alba.
Assista ao trailer do filme:


sexta-feira, 17 de junho de 2011

A vida, a mente, a ideologia e todo o talento de Tupac Shakur.


Filme: Tupac Ressurrection (USA – 2003 – Dir.: Lauren Lazin)
Esta produção narrada por ninguém menos que o próprio Tupac Shakur, conta a trajetória de sua vida desde a época em que sua mãe, Afeni Shakur era militante dos Panteras Negras até seu brutal assassinato. Sua infância; suas influências que foram deixadas pelos membros dos Panteras Negras e outras pessoas e pensadores em que acreditava; sua inteligência e o dom de dominar as palavras e transformá-las em discurso ou em rima e toda sua consciência social e política. Sua ligação com a arte, que ajudaram a moldar o homem em que se tornou, controverso, polêmico, direto, poeta, etc.
O Filme traz imagens raras de Shakur, de entrevistas, de shows, de tribunais, da prisão, que nos ajudam a entender e decifrar o mito, a lenda Tupac. Analisar o quanto suas letras eram escritas com total propriedade e essência que eram únicas. Seu talento logo foi reconhecido e o que lhe ajudou a chegar ao estrelato, e acompanhado vieram às polêmicas, os amigos, os inimigos, a imprensa, que na minha opinião, como em outros casos botava ‘lenha na fogueira’, mas isso é uma opinião particular. Mas, Pac também conseguiu pra si um legado de fãs que lhe são fiéis, mesmo depois de sua morte.
A rivalidade entre Shakur e Notorius B.I.G. (vale a reflexão de que se não fosse essa rivalidade exagerada, talvez os dois mitos ainda estivessem vivos até hoje); a assinatura do contrato de ‘morte’ com a gravadora Death Row, o encontro da mãe de Tupac, Afeni Shakur e da mãe de Notorius B.I.G.,  Voletta Wallace, no MTV Awards de 1999; são passagens marcantes do filme. E cabe também citar que a trilha sonora do filme é repleta das belas músicas de Tupac.

O material extra do DVD é rico e impagável. Vem com duas entrevistas completas de Shakur; cenas inéditas do filme; um discurso e um depoimento de Tupac; videoclipes; depoimentos de outras celebridades e membros da família de Tupac (o mais emocionante, em minha humilde opinião é o da atriz Jada Pinkett Smith); entre outros bônus, que deixam esta obra mais que completa.
Ressurrection é um filme revelador e histórico, que desvenda a vida, a trajetória, a mente, a ideologia do eterno Tupac Shakur. E se alguém nesse mundo nunca ouviu falar em Shakur (o que acho difícil!), esse é o guia definitivo sobre sua vida. No dia 16 de junho, Tupac completaria 40 anos, e fica aqui registrado a minha homenagem a essa lenda do mundo do Rap.
Assista ao trailer do filme: